Alunos do Conservatório de Música Olhão vencem 1º Prémio em Espanha

Alunos do 2º ao 4º grau do ensino Básico do Conservatório de Música de Olhão da Orquestra de Cordas do curso oficial do ensino artístico especializado, dirigida pelo Prof. José Miguel Gomes, representaram Portugal no VII Concurso de Bandas Sonoras em Isla Cristina (Espanha) no dia 25-03-2017, concorrendo com Conservatórios de toda a zona sul de Espanha (Sevilha, Huelva, Cristobal de Morales, Val Verde, Trigueros, Isla Cristina, etc). Merecidamente arrecadaram, em casa alheia, o 1º Prémio na categoria”Agrupaciones Musicales”.
foto 1Um evento organizado pelo Conservatório Elemental de Música Vicente Sanchís Sanz de Isla Cristina, o qual está de parabéns pela organização e afável recepção aos concorrentes. Estão de parabéns redobrados os alunos : Alexandra Alves, Augusto Amaro, Cláudia Amaro, Carolina Ribeiro, Chantal Schade, Eduardo Guerreiro, Guilherme Amaro, Inês Ramos, João Cardoso, Maria Carolina Afonso, Maria Moura Varrecoso, Ricardo Martins e Teresa Godinho. Um grande trabalho do Prof. José Gomes que está de parabéns pelo seu empenho e profissionalismo. Um agradecimento especial a todos os que nos acompanharam durante toda esta jornada: Prof.ª Catarina Cameira, Prof.ª Ana Moura, Prof.ª Anabela Silva, Prof. Rui Gonçalves e especialmente a todos os Encarregados de Educação que nos apoiaram.

Conservatório de Música de Olhão chega ao ensino pré-escolar do Concelho de Olhão

Conservatório de Música de Olhão chega ao ensino pré-escolar do concelho de Olhão

Crianças do pré-escolar de Olhão têm aulas gratuitas de Expressão Musical

BY DANIEL PINA

Este ano letivo começou em grande para as crianças do pré-escolar que frequentam os estabelecimentos de ensino público do Município de Olhão, isto porque, desde outubro, os mais pequenos têm aulas de expressão musical gratuitas. As novas orientações curriculares para a educação pré-escolar, concretamente no domínio da educação artística, em especial da Música, com a qual se pretende desenvolver nas crianças diferentes sensibilidades nas áreas da audição, interpretação e criação, levaram o Município de Olhão a contratar os serviços do Conservatório de Música local, num investimento de 25 mil euros/ano. Desta forma, a promoção desta atividade passa por uma sessão semanal de expressão musical em cada um dos grupos/turma existentes neste nível de ensino na rede pública do concelho de Olhão.

aulas-musica-pre-escolar-02

São 27 as turmas abrangidas, em todas as freguesias do concelho, o que corresponde a cerca de 550 crianças entre os três e os cinco anos. Pretende-se, a partir das experiências já vivenciadas pelas crianças, incutir o domínio gradual de instrumentos e técnicas, de modo a facilitar o acesso à arte e à cultura artística, desenvolvendo a criatividade e o sentido estético. A atividade  decorre em tempo curricular, dirigida a todos os alunos destes 27 grupos/turmas e é desenvolvido sempre em articulação e harmonia com as educadoras de cada grupo. Funcionará até ao final do mês de maio de 2017.

Esta iniciativa, pioneira na região algarvia, é vista com bons olhos tanto por pais como por educadores.“É uma oferta que não teríamos, em termos profissionais, se não fosse esta iniciativa da Câmara de Olhão. É uma mais-valia para o desenvolvimento das nossas crianças do pré-escolar”, garante Fátima Candeias, coordenadora da EB1e JI de Moncarapacho.

No final deste ano letivo, as 550 crianças abrangidas devem conseguir estar mais concentradas e despertas para o ritmo, para os timbres, para cantar, valorizar e despertar para diferentes músicas, mesmo interculturais. “É isso que preconizamos no nosso dia-a-dia. Claro que estas ajudas proporcionadas pela Câmara, muito específicas e profissionais, são ótimas”, acrescenta Fátima Candeias. Também Ana Moura, professora de Iniciação Musical no Conservatório de Olhão e uma das docentes que participa nesta iniciativa, destaca a sua importância. “Com música é fácil motivar qualquer criança. Ainda não encontrei uma que não gostasse de música. Desde que as aulas começaram, e não foi há muito tempo, já percebo que estas crianças estão a ficar com uma cultura musical”, testemunha a professora.

Estas aulas desenvolvem capacidades e podem ajudar a que estes alunos venham a ser bons ouvintes. “Já começam a perceber que, se uma composição tem muitos instrumentos pode ser Beethoven, se não tem pode ser Vivaldi. E desenvolvem capacidades e competências para as outras áreas. Por isso é que para mim a música é uma disciplina essencial”, refere Ana Moura. “Se falarmos com eles contando histórias, porque a vida pode ser uma história, despertamos-lhes a atenção. Se tivermos um brilho no nosso olhar quando transmitimos a mensagem, é fácil. Se eu tiver o respeito deles, é fácil. Mas temos de estar constantemente a motivá-los. Dar aulas a crianças de três, quatro ou cinco anos é complicado, muito mais do que a alguém mais crescido. Temos de estar sempre a injetar informação, não podemos parar porque senão perdemos a turma, o grupo todo. Temos de estar sempre alerta”, acrescenta a professora do Conservatório de Música de Olhão.

 

aulas-musica-pre-escolar-04

Ter nestas aulas professores que vêm com as competências do Conservatório despertar estas crianças para a música é muito importante. “Não é para vir ensinar claves de sol nem notas musicais, é despertar-lhes a vontade e o interesse pela música, e isso é que é difícil. E fazer com que esse interesse seja constante”, refere Ana Moura. Um dos seus objetivos, no final deste ano letivo, é que “estes meninos consigam ir com os pais a um concerto e sentirem-se motivados. Os filhos vão acabar por ensinar os pais e vamo-nos tornar todos mais cultos nesta área porque a música faz bem”.

Transmitir alegria e tornar estas crianças do pré-escolar bons ouvintes, o que já começa a acontecer, é a chave mestra desta iniciativa do Município que tem custo zero para as respetivas famílias. E os mais novos, se forem despertos para tal, ouvem música erudita com o mesmo entusiasmo com que ouvem a música infantil, as canções de sempre.

1ª sessão do Ciclo de Conferências-“Visitando a Orquestra Sinfónica pelas mãos de um Mestre: Richard Strauss”

Ninguém saiu indiferente da Conferência preparada pelo Prof. Doutor Roberto Perez com o tema “Visitando a Orquestra Sinfónica pelas mãos de um Mestre: Richard Strauss” que se realizou no dia 5 de novembro no Auditório João Charrão no Conservatório de Música de Olhão. “Dom Quixote”, poema sinfónico que descreve as peripécias do Cavaleiro da Triste Figura de uma maneira magistral, foi o mote para se perceber os recursos da orquestra sinfónica que R. Strauss tinha ao seu alcance. Diferentes cores de sons que funcionam como as diversas cores de um quadro…

 

foto2

 

 

 

 

Evento organizado pelo Conservatório De Música Olhão com o apoio da Direção Regional da Cultura do Algarve e do Centro de Estudos e Divulgação Musical do Conservatório Regional do Baixo Alentejo.

CICLO DE CONFERÊNCIAS“ENCONTRO COM OS MESTRES”: Visitando a Orquestra Sinfónica pelas mãos de um Mestre: Richard Strauss

O projeto Ciclo de Conferencias “ Encontro com os Mestres” pretende ser um complemento à apreciação musical de forma a tornar um mero ouvinte num ouvinte crítico e conhecedor.

Desta forma ambicionamos incentivar alunos de música e restante comunidade a ampliar a sua forma de ver e ouvir música e músicos.

Pretendemos iniciar com uma conferência por período letivo e dar continuidade em anos seguintes.

O que é que da música nos cativa? O Som? A Melodia? A Harmonia? A Textura? Estrutura? Timbre? Programa? Previsibilidade? Imprevisibilidade? O gesto inspirado? O cálculo enigmático? O Símbolo? A música no seu todo, cruzando ideias de vários pontos de vista: histórico, analítico, interpretativo, matemático, sugestivo, filosófico.

A boa Música apresentada ao vivo e abordada por várias épocas, géneros, estilos e proveniências geográficas e culturais, numa forma abrangente, atrativa e interativa. Um ciclo de conferências com temas que despertam a curiosidade para continuar a saber mais e melhor sobre Música, tais como: Escutar os Clássicos; O símbolo na música clássica; Melodia e harmonia – linha e perspectiva (profundidade) na arte dos sons. Como ao longo dos últimos 1000 anos as necessidades dos compositores e do público foram modelando a matéria-prima com a que trabalham os músicos; O Timbre- Diferentes tipos de Sons que funcionam como as diversas cores de um quadro… A Orquestra de Strauss, Haydn, Beethoven, Berlioz, Strauss, Debussy, Ravel… Stravinsky, Messiaen, Berio, Penderecki… Uma volúpia de sons para descobrir ; Viagem ao interior de uma grande obra; etc.

O contemporâneo cruza-se com passado e os pontos de vista insurgem  as ideias. Como? Porquê? Para quê? E assim se criam públicos, bons públicos.

Serão conferências preparadas pelo conferencista/orador, Professor Doutor Roberto Alejandro Pérez , que nasceu em Buenos Aires em 1958. Foi nesta cidade que estudou piano e composição com os mestres Zbigniew Neuhoff e Jacobo Ficher. Licenciado em Direção de orquestra pela Faculdade de “Artes y Ciências Musicales” da Universidade Católica Argentina. Trabalhou na Universidade Federal da Bahia. Veio  para Portugal em 1988. Desde então vem desenvolvendo uma carreira como pedagogo, maestro, compositor e escritor. Atualmente é professor na Escola Superior de Música de Lisboa, no Conservatório Regional do Baixo Alentejo, e coordenador da área artística do CEDIM. Acredita na partilha, na doação e na espiral que nos eleva (ou nos translada) a outras dimensões da nossa existência.

Serão momentos dinâmicos e de partilha com o público, em que exemplos de música ao vivo ao piano, e não só, serão alvo de espirito crítico e motivador.cicloconferenciasnov16

Porquê este projeto? Simplesmente porque a música tem tanto para nos dar!

 

Aluno de Piano, Duarte Varrecoso, premiado no XI Concurso Nacional de Piano da Escola de Música São Teotónio

Teve lugar nos dias 7 e 8 de Maio o XI Concurso Nacional de Piano da Escola de Música São Teotónio que se realizou no Casino da Figueira da Foz e contou com participantes de todo o país, apreciados por um júri composto por Artur Pizarro, Carla Seixas, Olga Pratz e Manuel Carvalheiro Dias.
O nosso aluno Duarte Moura Varrecoso foi premiado com uma Menção Honrosa na categoria E (até aos 16 anos). Parabéns ao Duarte e à sua professora Catarina Cameira!XI  Concurso nacional de Piano - Casino Figueira - Entrega Prémios - Categoria E